Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Sete Doses
 UOL - O melhor conteúdo
 Juvenal Pereira - Caxiúna
 Paulo Schmidt
 F. Vives
 Rodrigo Miotto
 Cris Casagrande
 Domingos Oliveira
 Eugênia Zerbini
 Marcelo Katsuki
 Prof. Fernando Jorge
 JOTABÊ MEDEIROS (ESTADÃO)
 Editora Topbooks
 Augusto Nunes
 Chico Anysio
 Caio Liudvik
 Bernardo Schmidt
 Alex Solnik
 Eu tenho uma amiga
 Luiz Schwarcz
 Mixirica
 Geneton de Moraes Neto
 Luis Avelima
 Aníbal Bragança (bibliófilo)
 UBE
 Luiz Antonio Giron
 Luiz Maklouf de Carvalho
 Casa de Rui Barbosa
 Dagomir Marquezi
 Acad. de Letras de Campos do Jordão
 Pedro Paulo Filho
 José Santilli Sobrinho
 Nina Horta
 Marcelo Coelho
 Cecília Prada
 Florivaldo Menezes
 Ivo Barroso
 Ésio Macedo Ribeiro
 Maestro Georges Henry
 Renata Pallottini
 Tiro de Letra (José Domingos Brito)
 Felisbelo da Silva




Senador manda brasa
 


THEATRUM MEMORIAE

 

 

Cata-se papel velho. Eis a obsessão do pesquisador que não tem medo de comer poeira: livros, revistas, jornais, periódicos, reclames publicitários, teses universitárias, diários, cartas, cartões postais, discursos, folhetos, prospectos, panfletos, boletins, cartazes, leis, decretos, circulares, autos judiciais, fotos de época, gravações, notas taquigráficas e outras transcrições, depoimentos, entrevistas, receitas culinárias, anais legislativos, letras de música, envelopes, bulas de remédio, receitas médicas, mapas, ex-libris, marginálias de livros, objetos, ilustrações, gravuras etc. Toda essa maçaroca é a matéria prima do historiador, seu instrumento de trabalho. Documentação e fontes primárias e secundárias que fazem a delícia do historiador, do arquivista, do bibliófilo, do escafandrista do passado, um acumulador por natureza.Que seria deles sem estas velharias adoráveis?


 



Escrito por gabriel às 00h48
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]